Hero image
Nossa atuação

Nosso trabalho para o tratamento e prevenção do HIV

A MSD é pioneira no desenvolvimento de medicamentos para ampliar a qualidade de vida de quem convive com o HIV. Nossas pesquisas e trabalho ajudaram a mudar muitas histórias e vidas em todo mundo, como o desenvolvimento do nosso inibidor de integrase.

Quase três décadas se passaram desde que os primeiros medicamentos criados para combater o vírus HIV se tornaram disponíveis à população. Desde então, seguimos trabalhando para expandir o acesso aos nossos medicamentos.

 

No mundo

  • Aproximadamente 37,6 milhões de pessoas viviam com o vírus HIV no final de 2020;
  • Cerca de 1,5 milhão de pessoas se infectaram com o vírus HIV em 2020;
  • Em 2017, 84% das pessoas portadoras do HIV sabiam que estavam infectadas.

Fonte: Unaids

No Brasil

  • Cerca de 920 mil pessoas vivem com HIV no Brasil;
  • Em 2019, foram diagnosticados 41.919 novos casos de HIV no país.

Fonte: Unaids

Pesquisa sobre profilaxia para o HIV

A MSD está pesquisando uma nova opção de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao HIV para uso oral, de longa duração. O estudo, que já está em sua terceira fase, analisa a molécula islatravir. O experimento tem o apoio da Fundação Bill e Melinda Gates, da Universidade de Washington, entre outros.

Atualmente, a PrEP é feita com a administração diária de um comprimido. Este novo medicamento está sendo avaliado como um comprimido único a ser administrado uma vez ao mês, trazendo redução na quantidade medicamentosa e mais conforto ao paciente. Além disso, também está em pesquisa a opção de um implante subcutâneo com duração de um ano.

Um dos grupos pesquisados está na África subsaariana, isso porque é na região que ocorre mais da metade das novas infecções por HIV no mundo e as mulheres cisgênero respondem por quase 60% dos novos casos nesta região.

O acordo entre a MSD e a Fundação vai fornecer subsídios para o Centro Internacional de Pesquisa Clínica (CICV) do Departamento de Saúde Global da Universidade de Washington.

 

A MSD será a patrocinadora do estudo, responsável pelo fornecimento do medicamento, obtenção de aprovações regulatórias e aduaneiras, além de fornecer conhecimento operacional e recursos para a gestão do ensaio, como monitoramento de sites e emissão de relatórios de dados, além do financiamento de um estudo nos Estados Unidos.

Além disso, a MSD realiza um programa de pesquisa global que inclui centros em todos os continentes com populações-chave impactadas pela epidemia. A companhia também está empenhada em retomar seus estudos em HIV no Brasil com a inclusão de pacientes brasileiros.

“Nossa colaboração com a Fundação Bill & Melinda Gates exemplifica nossa missão compartilhada de acabar com a epidemia global de HIV por meio de inovações significativas na prevenção do HIV, incluindo opções adicionais de PrEP”, disse o Dr. Roy D. Baynes, chefe de desenvolvimento clínico global da MSD.

Baynes ainda explica que, “por meio dessa colaboração, podemos explorar ainda mais o potencial de islatravir como parte de nosso trabalho em direção ao objetivo coletivo de saúde pública, de reduzir o número de novas infecções pelo HIV no mundo.”

Segundo pesquisadores da MSD, o mundo não será capaz de acabar com a epidemia de HIV até que se possa efetivamente prevenir a aquisição do HIV por indivíduos e populações em risco.