Afro Policy: MSD lança programa para formação de pessoas negras nas áreas de Políticas Públicas e Relações Governamentais

Save Print

June 19, 2024 2:38 pm -03:00

Com 6 meses de duração, o Afro Policy contará com um programa de mentoria, incluindo uma rotação para conhecer as principais áreas do negócio. Ao fim, todos os participantes farão uma imersão, na prática, em Brasília.

São Paulo, maio de 2024 – Até 20 de maio estão abertas as inscrições para o programa de Mentoria Afro Policy, idealizado pela MSD. O programa tem como objetivo capacitar e ampliar o conhecimento de pessoas negras para atuarem na área de Políticas Públicas e Relações Governamentais, buscando promover maior equidade racial na área. Com início previsto para junho deste ano, durante 6 meses, as pessoas mentoradas (divididas igualmente entre homens e mulheres) receberão sessões virtuais de mentoria.

O conteúdo abordará tanto as habilidades comportamentais (soft skills) quanto as habilidades técnicas (hard skills) envolvidas na área de Políticas Públicas e Relações Governamentais. Além disso, os participantes terão a oportunidade de conhecer outras áreas do negócio, como Marketing, Acesso, Médica, Vendas e Jurídico. Os encontros serão realizados on-line e, no final do programa, contará com um encontro presencial em Brasília, custeado pela MSD, como oportunidade de conhecer ainda mais a rotina de um profissional de Policy.

Para se inscrever, os candidatos devem ter ensino superior completo em Ciências Políticas ou Relações Internacionais, Direito, Administração Pública, Saúde Pública ou Farmácia, Economia ou Comunicação Social. Não é necessário ter experiência prévia na indústria farmacêutica ou nas áreas de Políticas Públicas. O processo seletivo passará pela análise de currículo, estudos de caso e entrevistas individuais.

No Brasil, 56% da população se autodeclara negra (pessoas pardas ou pretas). No entanto, o acesso às oportunidades em grandes empresas ainda está aquém desse número. Para o presidente da MSD no Brasil, Hugo Nisenbom, “na MSD, e eu pessoalmente, abraçamos a causa para reduzirmos a lacuna existente com ações concretas e intencionais, entendendo que remover barreiras como conhecimento prévio na área são essenciais para atingirmos resultados reais. Este programa é mais uma ação da MSD que visa ampliar as oportunidades para que pessoas negras entrem no setor de políticas governamentais de saúde, seja na MSD ou em outras empresas”.

Idealizado e desenvolvido pela área de Policy da MSD, o programa é exclusivamente dedicado à mentoria, não estando vinculado a uma vaga na MSD ou caracterizado como vínculo empregatício com a empresa. Os mentores serão colaboradores com sólida experiência no mercado de trabalho, em especial, na indústria farmacêutica. “Nosso principal objetivo é maximizar as possibilidades e gerar um real impacto social, despertando o interesse de pessoas negras para a indústria farmacêutica, assim como incentivar o mercado a pensar em iniciativas intencionais que promovam mais oportunidades em todos os níveis e cargos”, afirma Ian Nunjara, gerente de ESG e Policy da MSD Brasil e idealizador do programa. “O Afro Policy não apenas contribui para impulsionar a inovação, mas também para construir uma sociedade melhor”, completa.

As inscrições, abertas para candidatos de todo o Brasil, podem ser realizadas até o dia 20 de maio pelo site.